Jornada Mulher Selvagem

Uma jornada empoderadora para ativar sua Mulher Selvagem e desbloquear a sua origem intuitiva, corajosa e próspera.

Por 3 Luas Negras, estaremos juntas em encontros alquímicos ao vivo.
Próxima abertura: fevereiro de 2022.

Inscreva seu interesse no formulário abaixo:

2 Comentários

  1. Alice

    Não me arrependo nem um tiquinho de ter me dado essa oportunidade. É uma exploração interna absurda, onde você vê a luz entrando em lugares que você nem imaginava que precisavam ser iluminados. É profundo, transformador e só o começo da jornada. Não sei o que vai acontecer lá na frente, mas me sinto capaz de ser o que eu quiser e fazer o que eu quiser, tenho a coragem e a vontade de buscar isso. É possível SER você na sua melhor versão, e essa jornada te dá esse gosto e sua sede por mais. Só tenho a agradecer por tudo Verônica e equipe, as deusas que participaram, foi muito lindo ✨🔥❤️❤️❤️

    Responder
  2. Marina Pantim

    Gostaria de registrar a minha imensa gratidão por ter participado da Jornada da mulher selvagem, além de todas as ferramentas de autoconhecimento paridas pela Verô. Eu a vejo como um ser de luz que tem o propósito de iluminar tantas mulheres que neste momento, tem tudo e todo o potencial de ser feliz, de se permitir, de intuir e de se amar, mas por algum motivo não se sente nesse caminho. Sábia, ela nos guia com palavras, pensamentos, referências bibliográficas, de vida e nos inspira com a sua guiança amorosa e também corajosa.

    Nessa jornada conheci e experienciei pela primeira vez a vaporização de útero, que fiz ouvindo uma linda playlist preparada com o propósito de nos guiar a nos conectar com as nossas emoções e para termos insights. E que insights! Conheci e banquei faces de mim que não conhecia, encorajei e fui encorajada por mulheres que sequer conheço pessoalmente mas que senti um amor e respeito profundo por elas, pela abertura, trocas e experiencias vivenciadas juntas. Reconheci meu rosto em cada mulher ali e me reconectei com as minhas ancestrais, foi um desfecho lindo.

    No inicio me questionei se seria capaz de sequer conhecer a minha mulher selvagem, se conseguiria trazê-la para a luz. Hoje a sinto, iluminando meus pensamentos, meu coração e de mãos dadas comigo em todos os momentos difíceis, finalmente aprendi a me acolher. Ainda venho trabalhando várias crenças que sequer sabia que me impedia de ser eu mesma em verdade. Hoje me sinto em paz comigo e seguindo o fluxo da vida como ela se apresenta e com minha intuição e amor próprio resgatados.

    Obrigada por tudo Verô! Sigamos juntas!

    Responder

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

× Precisa de ajuda?