4 dicas para te ajudar a não se comparar com os outros
comparar

Você já se pegou se comparando com algum conhecido? Ou até mesmo, rolando pelo feed das redes sociais e imaginando como a vida de tal pessoa parece dos sonhos?

A realidade é que estamos em uma sociedade que facilmente nos faz acreditar na ideia de que estamos numa competição constante com outras pessoas.

Nesse post, trouxe algumas dicas de como ressignificar este hábito da comparação e transformarmos nossa relação com nós mesmas de uma forma mais amorosa e respeitosa.

Vamos trabalhar juntas nisso?

Por que tendemos a nos comparar?

A vida moderna nos trouxe padrões para ser uma pessoa perfeita e ter a vida ideal. Acabam nos ditando como nosso corpo deve ser e o que devemos alcançar como objetivo: seja a família bem resolvida, os empregos bem lucrativos, o dia a dia sem problemas…

Por conta desse padrão que esperam que a gente se encaixe, acabamos muitas vezes nos comparando com quem está ao nosso redor.

Isso se fortaleceu ainda mais com a internet, em que acompanhamos diariamente a vida de centenas de pessoas e nos sentimos como se também precisássemos exatamente das mesmas coisas.

O fato é que a vida na internet nem sempre é real. Existem filtros e camadas em que tudo é devidamente selecionado para aparecer apenas o melhor. Por isso, não podemos nos deixar comparar por uma realidade que, na verdade, não é real. Complexo, não é mesmo? 

Além disso, se formos para para pensarmos no dia a dia, com pessoas que vemos presencialmente, não estamos 100% cientes do que de fato aquela pessoa passa. Presenciamos apenas uma faixa do dia a dia e dos reais sentimentos e expectativas que aquela pessoa carrega.

Talvez aquela pessoa com que você se compare, também se compara com outra pessoa e assim por diante… Acabamos caindo num ciclo vicioso de comparação e frustração por não reconhecermos a singularidade de quem somos.

comparação

O que a comparação nos impede de perceber

Quando entramos no hábito da comparação, o que estamos nos dizendo é que não somos suficientes. 

Deixamos de lado o entendimento de que a vida, mentalidade, oportunidades e tantos outros fatores que estão acontecendo na vida de outra pessoa são diferentes das nossas. 

Acabamos por não perceber que temos nossas próprias particularidades e dentro da nossa jornada, somos sim capazes, fortes, merecedoras, bonitas, dignas de admiração e o que quer que seja!

Quando deixamos a comparação de lado e passamos a focar unicamente nos nossos valores e qualidades, sentimos a liberdade de nos livrar de um peso que não precisamos carregar.

Pois não há ganho na comparação. Cada um tem a sua própria jornada, seus próprios desafios e jeito de ser.

E mais, você não precisa ser igual ao outro. O seu maior poder é ser você mesma!

Quando você deixa se levar pela comparação, você deixa de trazer para o mundo quem você é, e esta é a maior perda. Pois tenho certeza que você tem sim talentos incríveis, uma qualidade admirável e algo para que possa se sentir grata.

Já parou para pensar no quão única você é? Este é um lembrete para se carregar para a vida!

Quando você celebra a si mesma e as suas próprias vitórias, posso te garantir: o Universo te celebra também.

Formas de deixar a comparação de lado

Assim como qualquer execução de atividades na nossa vida, mudar a nossa mentalidade é também uma questão de hábito e prática. 

Aos poucos vamos percebendo que podemos ter sim o controle sobre nossos pensamentos e a forma que a gente se enxerga. Isso pode ser feito de uma forma leve, gradual e respeitosa. 

Não se cobre e nem se culpe. Está tudo bem em ter o seu tempo ou até mesmo, ter “recaídas” ao longo deste processo de aceitação e fim de comparações constantes. 

Para te ajudar nisso, separei algumas dicas que você pode incluir no seu dia a dia!

1. Ao se perceber comparando, não permita se diminuir 

Toda vez que você se pegar comparando com uma outra pessoa, se abrace e repita a si mesma as suas próprias qualidades. Você também pode ir mais além e listar o que admira nesta pessoa, fechando os olhos e visualizando você mesma exercendo essas qualidades. E ao invés de se diminuir, sinta-se inspirada pela outra pessoa e reconheça que você também pode ser fonte de inspiração para alguém.

2. Não busque a perfeição em tudo

Aquele vontade de fazer tudo sem erros e ter tudo milimetricamente controlado e perfeito em nossa vida pode nos gerar insegurança uma vez que buscamos um padrão que não é necessário. 

Além disso, indo para o lado físico, nem sempre teremos a pele perfeita, o cabelo hidratado, as unhas bem feitas… 

Lembre-se: na internet sempre existirá um filtro que tornará as coisas melhores. Isso não é exatamente a realidade e por isso, você não precisa se encaixar nela.

3. Não se cobre tanto

Lembre-se de reconhecer as suas qualidades, elas existem sim! Além disso, não tente fazer de tudo só para provar o seu valor ou achar que nunca irá alcançar algum objetivo.

Nesses momentos, busque se voltar para si mesma e reconhecer suas próprias conquistas e saber que tudo, exatamente tudo, tem o seu tempo. 

Cada um tem uma jornada e uma missão para cumprir. Se colocar em uma posição de comparação ao outro é deixar de reconhecer toda a sua autenticidade.

O que você pode fazer hoje, já é o suficiente e você está indo no caminho certo.

4. Conecte-se com o seu Plexo Solar

Sabia que o seu existe um chakra dentro de você que pode te ajudar a reconhecer o seu poder pessoal? Ele está localizado logo acima do nosso umbigo.

Este é um portal de energia que já existe dentro de nós e para aproveitar da melhor forma, você só precisa estar consciente desta potência que carrega.

Quando não estamos em equilíbrio com este Chakra, podemos nos sentir facilmente irritadas, com medo de não sermos bem sucedidas, em uma busca constante por perfeccionismo e suscetíveis a nos compararmos com os outros.

Você pode fazer exercícios de visualização de uma luz amarela ao seu redor e utilizar a aromaterapia com óleos essenciais de gerânio.

No meu perfil do instagram, eu trago algumas formas mágicas de como você pode se conectar com este Chakra e também com outros!

Valorizar você mesma é o princípio de tudo

Tentar ser outra pessoa é um desperdício de você.

Você é o seu maior projeto criativo. Invista, aprimore, tenha a coragem de ser essência. Não perca a oportunidade de entregar para o mundo quem você realmente é. Ao se deixar levar pela comparação, você perde a oportunidade de reconhecer, por você mesma, a potência que você carrega dentro de si!

Me conta: como você tem lidado com comparações?

2 Comentários

  1. Joana

    Agradeço por esse lembrete porque de vez enquanto agente cai nesse ciclo de comparar e ficamos perdidas de nós mesmo. Eu só muito grata por você ter escrito essas dicas em que eu presto atenção em cada detalhe pra poder lembrar de valorizar quem eu sou.

    Responder
  2. Karina Schmitt

    Verônica, obrigada por todo seu conteúdo, é alimento para alma s2

    Responder

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Inscreva-se
na nossa Newsletter

Para receber avisos em primeira mão sobre as novidades do universo Houhou.

× Precisa de ajuda?